segunda-feira, 17 de setembro de 2012

CONCEITOS ERRÔNIOS

Geralmente somos levados a acreditar em conceitos errôneos com relação à habilidade de escutar.
Como conceitos falsos, podemos citar:
  • Aprendemos a escutar automaticamente. Treinamento é desnecessário,
  • Habilidade de escutar depende da inteligência.
  • Habilidade de escutar está relacionada à capacidade de audição.
  • Geralmente muitos de nós podemos escutar bem e ler ao mesmo tempo.
  • Nós escutamos bem a maior parte do tempo.
  • O que escutamos é o que em geral foi falado.
  • Escutar é uma atitude passiva.
  • Personalidade tem um efeito pequeno na capacidade de escutar.
  • Escutar é apenas por meio de ouvidos.
  • Escutar relaciona-se ao conteúdo em primeiro lugar e sentimentos em segundo lugar.

Como conceitos
 verdadeiros, podemos citar:
  • Escutar efetivamente é uma habilidade que é difícil para a maioria de nós. Prática e treinamento podem melhorar nossa habilidade de escutar bem.
  • Não há relação entre inteligência e habilidade de escutar.
  • Habilidade para ouvir é um fenômeno físico. Tem pouca relação com habilidade de escutar. Pessoas que perdem a audição desenvolvem extrema habilidade de escutar.
  • Muito poucas pessoas conseguem ler e escutar ao mesmo tempo efetivamente.
  • Muitos de nós precisamos desenvolver habilidade para escutar.
  • Como seres humanos, nós temos uma tendência natural de filtrar informações que ouvimos. Frequentemente o que ouvimos não é o que foi falado.
  • Escutar é um processo ativo. Requer nossa participação e envolvimento.
  • Nossa personalidade tem influência em quão bem escutamos.
  • Uma escuta efetiva é feita com o corpo todo. O contato visual apropriado e a postura do corpo podem facilitar uma escuta efetiva.
  • Sentimentos são frequentemente mais importantes que as próprias palavras. Nós devemos procurar entender os sentimentos subentendidos nas mensagens. Eles são frequentemente a mensagem real.

Nenhum comentário:

Postar um comentário